QUE OS PARTIDOS POLÍTICOS CONSIGAM ENTENDER NA SOCIEDADE, UMA INTERLOCUTORA SÉRIA E QUE PRECISA DE RESPOSTAS


QUE OS PARTIDOS POLÍTICOS CONSIGAM ENTENDER NA SOCIEDADE, UMA INTERLOCUTORA SÉRIA E QUE PRECISA DE RESPOSTAS

Lobito, 23.07.2017

Foi no Lubango que a OMUNGA encontrou Cesaltina Bastos de Abreu e muito rapidamente ouviu sobre as expectativas para as eleições de 23 de Agosto.

23 de Agosto, em princípio, em Angola, vai significar eleições gerais. São eleições nas quais as pessoas são chamadas e é importante que realmente a maior parte, senão todas as pessoas que se registaram compareçam às mesas de voto no sentido de exercerem esse direito e dever.

Não se trata aqui de uma luta, de uma batalha, uma eleição não é isso. Uma eleição é uma comparação entre propostas que sejam apresentadas. O que nós temos que tentar fazer é levar as nossas preocupações, tornar públicas as nossas preocupações e tornar público o nosso desejo, o nosso interesse de que essas preocupações sejam respondidas pelos partidos durante a campanha.

É um clima de ouvir e de falar, colocar também as suas questões no sentido de haver uma troca para que depois as pessoas possam em liberdade fazer uma comparação e em função dessa comparação fazer uma escolha.

Eu espero sinceramente que consigamos nesta campanha eleitoral que se avizinha que nós consigamos demonstrar mais uma vez uma maturidade do ponto de vista nós sociedade,d e forma a que os proponentes das listas, portando os partidos consigam perceber na sociedade uma interlocutora séria e que precisa de ter respostas em relação aos problemas que tem vivido e que vai levantar. Eu espero que se levantem esses problemas.

 

Leave a comment

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.