POLÍCIA E ADMINISTRAÇÃO DO BOCOIO SILENCIAM-SE EM RELAÇÃO A ASSASSINATO DE MILITANTE DA UNITA


POLÍCIA E ADMINISTRAÇÃO DO BOCOIO SILENCIAM-SE EM RELAÇÃO A ASSASSINATO DE MILITANTE DA UNITA

Lobito, 19.09.17

A 12 de Agosto de 2017, foi assassinado o cidadão ADRIANO CATEVE VITI, de 44 anos de idade, ocorrido no bairro do Evole, povoação da Chicuma, comuna do Cubal do Lumbo, município do Bocoio, província de Benguela.

A 19 do mesmo mês, a Plataforma Eleitoral da Sociedade Civil – Benguela (PESCB) endereçou uma carta ao comandante municipal da polícia do Bocoio a partilhar informações e a solicitar esclarecimentos sobre o processo. A referida carta foi ainda enviada a outras entidades, nomeadamente a Administradora Municipal do Bocoio e ao Governador Provincial de Benguela. Até à presente data não recebemos qualquer resposta. Por outro lado, é preocupante o descaso demonstrado pelo Administrador Municipal Adjunto do Bocoio em relação a este caso, bem como do próprio comandante municipal da polícia.

De acordo às informações, o referido cidadão terá sido assassinado à catanada quando saía de um óbito e possivelmente o único crime que terá cometido foi em dizer “o nosso galo voa”

A OMUNGA foi ao Cubal do Lumbo e entrevistou familiares e testemunhas.

 

Leave a comment

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.