Omunga


About Omunga

Associação Omunga, promovendo acções em prol e defesa dos direitos humanos e culturais


O professor e investigador Celestino Mwenho em quanto falava a margem da última edição, 18/02, no programa radiofónico Corrupção é Crime, em Benguela, afirmou que a corrupção no seio familiar, em Angola, parte dos bisavôs, avôs e pais. Na sua visão a génese da corrupção está na família, fundamentando que […]

RESUMO DA 5ª EDIÇÃO DO DEBATE RADIOFÓNICO: O COMBATE A ...




PROJECTO CORRUPÇÃO É CRIME.  FORMAÇÃO DE FORMADORES PARA ACTIVISTAS VOLUNTÁRIOS. O Voluntariado é um conjunto de atitudes positivas que consistem na doação de parte do nosso tempo para desenvolver acções sociais e de interesse comunitário. Dentre as vantagens do voluntariado destacam-se a possibilidade de uma autodescoberta como indivíduo, desenvolvimento pessoal, […]

OMUNGA ABRE CANDIDATURA PARA FORMAÇÃO SOBRE CORRUPÇÃO


No que diz respeito a essa temática, João Misselo afirma que após a independência nacional proclamada em 1975, o partido no poder devia ter criado condições necessárias no sentido de fazer uma governação inclusiva, que responde as questões sociais e económica e a promoção do desenvolvimento sustentável.

RESUMO DO DEBATE RADIOFÓNICO: O COMBATE À CORRUPÇÃO E A ...


A sociedade civil de Benguela reuniu hoje (20) com o Presidente da República. No encontro a Omunga esteve representada pelo seu Director Executivo, João Malavindele Manuel, que na ocasião colocou preocupações ligadas aos Conflitos de Terras (concretamente sobre o caso das Salinas de Benguela, Lavras e Golf 2); Cidadania; Praça do Tchapanguele; sobre as Autarquias em Angola, e sobre o Combate à Corrupção.

SOCIEDADE CIVIL DE BENGUELA REÚNE COM PRESIDENTE DA REPÚBLICA.



Putos! A partir de hoje já podemos tomar banho na piscina, disse em voz alta Mário Jorge, jogador vedeta do Ferrovia de Nova Lisboa, ao lado de outros grandes jogadores como Arlindo Leitão, Silva Neto, Manecas Leitão, António Garcia e outros jogadores, brasileiros incluídos, que abrilhantavam o Estádio dos Curicutelas do Huambo.

1974 – 1977, A DESCOLONIZAÇÃO DUM JOVEM HUAMBENSE


O que aconteceu em Cafunfo-Cuango viola gravemente a Constituição da República de Angola, a Declaração Universal dos Direitos Humanos, a Carta Africana dos Direitos Humanos e dos Povos e outros instrumentos internacionais ratificados pelo Estado Angolano.

OMUNGA CONDENA ACÇÃO DA POLICIA NACIONAL NA LUNDA NORTE