ÚLTIMA HORA: MAIS ACTIVISTAS DETIDOS NO LOBITO


13240692_1738855089733516_3227226810496806749_n

ÚLTIMA HORA: MAIS ACTIVISTAS DETIDOS NO LOBITO

21.08.2016

COMUNICADO URGENTE

Activistas detidos no lobito

A Associação OMUNGA vem por este meio denunciar publicamente, a detenção de mais dois activistas, Paulo Vinte Cinco e Francisco Catraio, do Movimento Revolucionário de Benguela, ocorrida hoje, 21 de Agosto de 2016.

A detenção ocorreu por volta das 18 horas, quando os jovens do MRB, estavam reunidos nas obras do futuro IMNE, Bº da Lixeira no Lobito.

De acordo às informações, o comandante da 4ª esquadra, Alberto Canjego, com cerca de 20 efectivos da polícia, transportados por uma viatura da patrulha, ocorreu ao local exigindo a retirada de todos do local considerando não poderem reunir-se ali. Quando os activistas pretendiam abandonar o local, iniciaram as agressões e as detenções dos dois activistas que foram transportados possivelmente para a unidade da 4ª esquadra.

Lembramos que os membros do MRB reunem-se normalmente naquele lugar abandonado, todos os domingos.

Já a 4 de Agosto, 4 activistas também do MRB foram detidos no 2º Tchimbuila, sendo acusados de “roubo qualificado”, “ofensas corporais” e “tráfico de drogas”. Neste momento, desses activistas, dois já se encontram soltos mediante pagamento de caução e permanecem presos o Kussumuna e o Justino Quintas.

__________________

Outras matérias relacionadas:

“NÃO SOMOS UM GRUPO DE TERRORISTAS” – CAMPANHA DESOLIDARIEDADE PARA COM OS ACTIVISTAS PRESOS NO LOBITO

OMUNGA CONDENA VIOLÊNCIA POLICIAL CONTRAMANIFESTANTES, EM LUANDA

Ainda hoje, em Luanda, manifestantes foram violentamente agredidos em Luanda perto do Largo 1º de Maio, quando rpetendiam exigir a demissão do presidente da República.

Perante esta situação, a OMUNGA está preocupada com esta perseguição, agressão e detenção de activistas em Angola e exige a imediata e incondicional libertação dos mesmos.

Tais actos de violência policial e de repressão contra os direitos dos cidadãos não ajuda em nada a construção do país democrático que todos nós almejamos.

José Patrocínio

Director Executivo

 

Leave a comment

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.