CIDADÃO ACUSA O ESTADO DE PROMOVER A PROSTITUIÇÃO


Texto:Loraine  Panela

Vídeo: Estagiários do ICRA e Donaldo Sousa

O ex funcionário da Sonangol, Manuel Dos Santos de 49 anos de idade, responsabilisa o estado pela promoção da prostituição.

O  desemprego  e a falta de condições financeiras de Munuel Vieria Vasco dos Santos fez com que a filha se promovesse  no mundo da prostituição para dar sustento à família. Manuel Dos Santos manifestou-se no âmbito das reclamações ligadas a reitegração e indeminização  dos  ex trabalhadores Sonangol do Lobito.

Por outro lado, o chefe de família teme que os outros filhos sigam o mesmo caminho e apela para que o governo deia solução aos problemas que muitos cidadãos enfrentam diariamente por conta das burocracias do governo no reconhecimento dos seus direitos trabalhistas.

Em 1993 centenas de funcionários da Sonangol tiveram que largar a empresa por causa dos confrontos, e muitos voltaram para as suas províncias onde a sua maioria foi recrutado para lutar ao lado de uma das forças (FALA e FAPLA)

Nos finais de 1993 voltaram para reaverem os seus postos, e não foram readimitidos por considerarem-nos despedidos por abandono de trabalho.

O senhor Munuel Vieria Vasco dos Santos, luta para ser reintegrado na empresa.

De muitas tentativas, não conseguiram reaver os seus postos. Actualmente a sua maioria são pessoas já em idade de reforma e recorreram à Omunga para os ajudar.

 

Acompanhe o vídeo a baixo:

 

 

Leave a comment

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.