Activistas manifestaram-se em Benguela a favor dos activistas de Malanje…


 

Mais de três dezenas de activistas marcharam hoje em Benguela, em solidariedade e exigindo a  liberdade dos activistas condenados a pena máxima de 7 meses de prisão efectiva na Província de Malanje, acusados pelo crime de desacatos ao realizarem um protestos no dia 4 de abril; outro objectivo da marcha, foi o de reivindicarem o fim dos massacres (segundo os activistas) em Angola e exigirem que o estado  construa um memorial em homenagem as pessoas que morreram por conta dos interesses políticos, pensando assim nas vítimas do holocausto de 27 de Maio de 1977.

A marcha começou na Rotunda da cruz vermelha, prosseguiu ao longo da Av. Dr. António Agostinho Neto, entrando pela Av. Comandante Cassanji , passaram pela Av. Serpa Pinto e terminou no largo da Peça.

No final, os activistas fizeram a leitura de uma declaração (abaixo) e contou com a assinatura de 31 pessoas

As actividades estão a ser coordenadas em conjunto com os activistas de Luanda, e envolvem não só manifestações a nível de Benguela e Luanda como também vigílias. A última actividade será realizada em Luanda no dia 27 de Maio, data que os Angolanos relembram a data em que milhares de Angolanos foram assassinados.

Acompanhe as imagens e a declaração dos activistas:

 

 

Vídeo: Avisto Mbota

 

Leave a comment

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.