COMUNICADO DE IMPRENSA


Foi a partir do ano de 2000 que o mundo passou a celebrar o dia 18 de Dezembro, como o dia do imigrante, trata-se de um fenômeno bastante antigo desde a existência do homem que teve maior ênfase no processo de colonização entre os continentes. O crescimento e o desenvolvimento em muitos países têm influência directa da migração.


O número de migrantes internacionais alcançou 272 milhões de pessoas em 2019, um aumento de 51 milhões desde 2010: atualmente, somam 3,5% da população global, comparado com 2,8% em 2000, de acordo com novas estimativas divulgadas pela Organização das Nações Unidas nesta terça-feira (17).


Caso para dizer que “Somos Todos Migrantes; ninguém tem moradia fixa nesta terra”, dizia o papa Francisco. É preciso dar um basta à onda de criminalização da migração no mundo em particular em Angola, respeitar sobretudo a liberdade do ser humano escolher o país onde queira fixar a sua residência e viver com dignidade.


Neste dia 18 de 2019 a OMUNGA no âmbito do projecto “Documento para Todos” realiza um acto de lançamento do relatório sobre a situação dos imigrantes e refugiados em Angola, o mesmo terá lugar no Auditório Tiago e Tecla, Irmãs Paulinas (Rua da Liberdade, 120, Vila Alice – Luanda). Com o objetivo de reflectir e tomar conhecimentos sobre dificuldades e avanços sobre a temática dos imigrantes, por outro lado, encontrar caminhos em busca da dignidade para os imigrantes.


Desta forma estaríamos a construir uma comunidade global baseada na solidariedade onde a autonomia dos Estados seja o garante do respeito pela dignidade humana e dos direitos.


Participe e divulgue

Leave a comment

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.