FUNCIONÁRIOS DA EMPRESA PÚBLICA AEROVIA NO MUNICIPIO DO LOBITO DESPEDIDOS SEM AVISO PRÉVIO


Texto: Emília Tchissingui.
 
Mais de 40 trabalhadores afectos a Empresa de Construção de Obras Horizontais, Verticais e Especiais, Aerovia-E.P, no município do Lobito, exigem à entidade patronal uma explicação clara sobre os motivos dos despedimentos em massa naquela instituição.
 
Numa entrevista concedida à nossa equipa de reportagem, o cidadão que responde pelo nome de Adriano Tula, funcionário da empresa pública Aerovia e também membro da Comissão Sindical dos trabalhadores daquela instituição, disse que os despedimentos que aconteceram não foram de bom agrado porque não existe uma justificação clara por parte dos responsáveis. Adriano Tula, afirmou que a entidade patronal decidiu ao seu bel-prazer despedir os funcionários sem ter feito um comunicado ou mesmo uma alerta sobre o mesmo assunto.
 
Questionado sobre a situação social e econômica dos mais de quarenta despedidos, o ex-funcionário daquela empresa disse que a situação é de rasgar o coração , ou seja, todos estão em situações difíceis e que carecem de ajuda. O nosso entrevistado denunciou ainda que dentre os despedidos estão as mulheres grávidas, alguns que sofreram acidentes naquela mesma empresa mas que não recebem nenhum apoio e outros que estão na empresa pública aerovia há mais de 27 anos mas que não têm nenhum estímulo por parte da entidade empregadora.
 
O senhor Adriano Tula, chegou ainda dizer que a empresa apenas só tem apresentado um motivo dos despedimentos em massa que é a falência, ou seja, a empresa faliu e que não teria condições para pagar os salários dos funcionários afectos à empresa. Uma resposta que não deixa satisfeitos os queixosos porque para eles ainda existe um grupo dentro da empresa a trabalhar.
 
Adriano Tula, em nome dos seus colegas pede aos responsáveis uma resolução urgente da situação visto que não está ser fácil como chefe de família e reiteram mais uma vez um esclarecimento puro por parte dos gestores da Empresa de Construção de Obras Horizontais, Verticais e Especiais, designada por AEROVIA-E.P, no Município do Lobito.
 
Este é assunto que a Omunga vai continuar acompanhar até ao seu desfecho.
 
 

Leave a comment

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.