ELEIÇÕES LIVRES JÁ! JÁ ARRANCOU


A Associação OMUNGA iniciou já as suas acções de monitoria do processo eleitoral 2017. A ideia, é que haja o entendimento das populações do seu papel importante neste processo. Não são meros eleitores.

Sob o lema “O MEU VOTO É SÉRIO” pretende-se que nas comunidades haja activistas/educadores que sejam pontos chaves e que consigam de alguma maneira prestar as informações necessárias para que os cidadãos interessados em votar, o possam fazer livremente. Por outro lado, espera-se que os mesmos consigam de alguma forma intervir através da mediação e da negociação para resolver conflitos que possam surgir no âmbito da intolerância política. Para os casos mais graves, os mesmos devem saber encaminhar para as instâncias responsáveis e acompanhar o andamento do processo.

Regularmente, estes activistas/educadores, servem de repórteres e trazem para as redes sociais, o ponto de situação das suas comunidades, a nível do processo eleitoral, através de entrevistas e reportagens.

A intervenção da OMUNGA pretende ainda, divulgar o máximo possível, mensagens de tolerância política e de Paz para que este processo eleitoral de 2017, não seja marcado por mais climas de desconfiança e de intolerância.

Para que se possa realmente ajudar a resolver os conflitos de intolerância política e construir um ambiente de harmonia, é preciso que os cidadãos divulguem os problemas encontrados. Para isso podem apresentar os casos junto da OMUNGA, em que será respeitado o direito do anonimato. Basta para isso informar sobre o tipo de problema, os envolvidos no problema, o local, a hora e outras informações complementares. A OMUNGA irá tentar confirmar a informação e dar o devido tratamento. Por isso, envie-nos a informação:

LOBITO:

Bairro de Luz, Rua da Bolama, casa nº 2 – Email:zpatrocinio@omunga.org – Tel: 272 221 535 ou 913 641 941/925 690 207

LUANDA:

Email: malavindele@omunga.org – Tel: 934 730 489

Leave a comment

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.