OMUNGA APOIA MANIFESTAÇÃO SOBRE A FOME E A SECA NO SUL DE ANGOLA


“A fome não pode esperar” – Marcos Limoli.

A frase à cima demonstra que apesar das prioridades que qualquer país possa definir para o seu desenvolvimento, a fome é uma “guerra” que precisa estar no topo das preocupações sob pena de deixarmos em segundo plano o Direito à vida (art.30) e a dignidade da pessoa humana.

Infelizmente esta situação não é diferente do que se vive actualmente em quase todo país, com particular realce no centro e sul de Angola, onde a seca e a fome endémica já fizeram das suas, ceifando vidas e deixando vários cidadãos em situação de completa vulnerabilidade.

Apesar dos constantes apelos ao Estado para que se decrete o Estado de Emergência nas comunidades mais afectadas, ainda não há uma resposta concreta.

Assim sendo, um grupo de cidadãos a nível nacional, preocupados com tal situação entendeu mobilizar-se para fazer ouvir a sua voz, convocando uma manifestação pacifica e ordeira, nos termos do artigo  (47º) da CRA,

Sendo assim, a OMUNGA vem publicamente manifestar a sua solidariedade às vítimas da fome e da seca e apoia incondicionalmente a manifestação prevista para o dia 20 de Novembro em todo país, com particular realce para a província da Huila.

Apelamos às forças de segurança. Particularmente a Policia Nacional, no sentido de garantir a segurança dos manifestantes, ao mesmo tempo pedimos aos manifestantes que pautem por uma conduta cívica dentro do espírito da cidania.

Lobto, 19 de Novembro de 2021

João Malavindele Manuel

Director Executivo

Leave a comment

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.